Saques de contas inativas do FGTS

Saques de contas inativas do FGTS

Nos últimos dias passamos a ouvir constantemente assuntos relacionados aos saques de contas inativas do FGTS, mas o que é isso?

Primeiro vamos entender o seguinte: sempre quando um empregado firma um contrato de trabalho com um empregador é aberta uma conta para depósitos do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço), estes depósitos correspondem a 8% da remuneração do empregado e deve ser feito mensalmente pelo empregador. Logo, para cada novo contrato com uma empresa, é aberta uma nova conta.

Quando há a rescisão do contrato de trabalho, esta conta deixa de receber os depósitos mensais, fazendo com que ela fique inativa. Dependendo do tipo de desligamento com a empresa, você poderá sacar ou não o valor depositado, no fim do contrato de trabalho.

Alguns dos casos que o impossibilita de sacar os valores são o pedido de demissão e a demissão com justa causa, fazendo com que o valor que foi depositado em todo o seu período de trabalho fique “preso” em uma conta inativa.

O governo federal liberou o saque em 2017 dos saldos dessas contas do FGTS que estavam inativas até o dia 31/12/2015. Esses valores ficarão disponíveis a partir de março para saque. Antes o saque das contas inativas só era permitido em alguns casos, como: o empregado passar 3 anos desempregado, doenças graves, aposentadoria ou compra da casa própria.

Essa é uma excelente oportunidade para quem tem algum valor a sacar em contas inativas, pois mesmo sendo pouco, vale a pena realizar o saque, pois o rendimento mensal que esse tipo de conta oferece, chega a ser bem menor que a poupança, algo em torno de 3% ao ano + TR (taxa referencial). Há uma previsão do governo que esses rendimentos em 2017 chegue perto do rendimento da poupança, mas nunca é bom confiar, não é?

Como saber se tenho conta inativa?
No site da Caixa Econômica Federal (www.caixa.gov.br/contasinativas ) com seu CPF e NIS/PIS você poderá gravar uma senha para saber se existe alguma ou algumas contas inativas no seu CPF (sim, você poderá ter mais de uma conta inativa). É provável que o site necessite algumas informações pessoais, como data de nascimento, nome da mãe, entre outras.

Documentação necessária para o saque:
Em muitos casos, tendo o cartão cidadão e senha, o saque poderá ser feito nos autoatendimento e em lotéricas, para créditos até R$ 3.000,00.

Se você tem conta na caixa, poderá solicitar, via internet, que o valor seja transferido diretamente para sua conta.
Caso você não tenha cartão cidadão e muito menos conta na caixa, basta ir numa agência da caixa com documento de identificação, PIS (normalmente o PIS está na carteira de trabalho) e carteira de trabalho, para realizar o saque diretamente no caixa.

Prazos para o saque:

Mas lembrando que o calendário irá somente até o dia 31/07. Ou seja, passando esse prazo não será mais possível realizar o saque.

Portanto fique atento: as agências da caixa funcionarão em alguns sábados para suprir a demanda, que será grande. São os dias: 11/03, 13/05, 17/06 e 15/07.

Não perca o prazo!

O que fazer com esse dinheiro que eu nem estava contando?
Bem, quando somos beneficiados com um dinheiro que nem estávamos esperando, a primeira coisa que vem à cabeça é: vou gastar, vou comprar aquele celular que eu estou desejando há dias, vou comprar aquela bolsa, aquele sapato, sem ao menos lembrar se tenho algo prioritário para gastar com esse dinheiro.

Bom, a dica primordial é para aqueles que têm dívidas, pague suas dívidas, ou parte delas, pois os juros cobrados por alguns empréstimos e financiamentos é bem maior que qualquer outro hiper investimento que você venha conseguir, e bem maior também que qualquer satisfação em comprar um bem, pelo menos a longo prazo.

Se não tem dívida, que tal começar a guardar dinheiro? Tente investir o valor em algum fundo de investimento que lhe propicie um bom rendimento, assim se você ainda não tem o hábito de guardar dinheiro, é uma boa oportunidade para começar. Não é?

Caso queira usar o dinheiro para comprar algo, pense bem se você realmente está precisando desse algo nesse momento, lembre-se daquelas palavrinhas mágicas: Eu posso? Eu quero? E a principal, Eu preciso?

Aí só você mesmo poderá chegar a conclusão se realmente vale a pena gastar com algo que você está querendo ou é melhor guardar o dinheiro, organizar as finanças, e esperar mais um pouco até ter certeza se realmente precisa do produto.

Abraços e use o seu dinheiro do FGTS com sabedoria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami